quarta-feira, 20 de maio de 2009

O bêbado equilibrista




Sempre procuro colocar assuntos que não estão por ai, na net, então hoje escolhi falar sobre a coragem ou a “estupidez” (depende do ponto de vista), que algumas pessoas possuem.
Neste caso específico trata-se de equilibristas em corda-bamba. Até ai nenhuma novidade.
Mas, e se são três caras sendo que enquanto um deles pilota uma moto outro dois equilibram em ferros que saem da moto. E tudo isso em cima de um cabo muito alto preso entre dois prédios em pleno centro da cidade e sem nenhum tipo de dispositivo de segurança! Pois é.
Isso aconteceu aqui em Curitiba em 02 de dezembro de 1957. Coisa que imagino não se vê facilmente hoje em dia.
Naturalmente todos os três homens estão mortos e todos eles morreram fazendo o que gostavam, caindo das alturas.
Destaque para a propaganda da época, patrocinadora dos audazes equilibristas, a saudosa loja Prosdócimo.

Crédito das fotos: Maxim Cicaida tratamento em PhotoShop: Carlos A. Machado

7 comentários:

ocho disse...

Não sabia da audácia desses três homens em Curitiba. Naquela época, acho que espetáculos envolvendo riscos como esse era novidade. Hoje em dia, a gente vê caras totalmente sem noção, fazendo mil barbáries que além de não chamarem mais atenção, só prejudicam a sociedade, em troca de uns trocados.
Me lembrou da época em que os Circos eram a principal atração da comunidade. coisa que agora, infelizmente, está condenada...

Rudi disse...

Não sei se eram esses mesmos caras
mas alguns se apresentavam em Porto Alegre durante a decada de 50
Meu nome Rudi se deve a um alemão
que era o maior astro dessas acrobacias, ate hoje conto isso para os mais jovens.
Cheguei a ve-los quando era criança
na av. Borges de Medeiros.
Atravessavam para o edificio Uniao.
Porto Alegre parava para ve-los.

cipexbr disse...

Pois é Ocho, naquela época a segurança praticamente não existia e malabarismos desse tipo além de permitidos eram patrocinados.

Olá Rudi, é possivel que sejam eles mesmos.

Anônimo disse...

O nome dos caras que se apresentavam em Poa era Zufalitzen Artisten
Se apresentavam em todas as capitais
Tem ate um citação deles pelo Rubem Braga no Rio de Janeiro:
"Acostumei-me, assim, a viver perigosamente. Não sou covarde como esses equilibristas estrangeiros que passeiam sobre fios entre edifícios. Vejo-os lá em cima, longe, dos ônibus e lotações, atravessando a rua pelos ares e murmuro: eu quero ver é no chão."
A Leopoldis Som de Poa tem ate um filme antigo deles, aqueles documentarios que passavam
no cinema, antes dos filmes.
Mostraram num programa de tv local, o Tele Domingo.
Estou pesquisando. Quero saber quem era este cara que me emprestou o nome.

rudi disse...

o cara que comentou acima fui eu...

Anônimo disse...

Bacana rever estas fotos na internet , na era moderna , foram tiradas pelo meu avô paterno MAXIM CICAIDA , já falecido.

Gostei....

Abraços ,

Cleverson Cicaida

cipexbr disse...

Cleverson, foi você que me emprestou as fotos? quero devolve-las, mas perdi seu endereço. Por favor me envie para cipexbr@yahoo.com que terei prazer em devolve-las.