quinta-feira, 8 de maio de 2008

Da Terra à Lua, eles vivem
















A Ficção Científica costuma ser considerada visionária e algumas vezes seu acerto é tão contundente que assusta. Julio Verne em seu livro “Da Terra a Lua” escreveu uma história sobre um foguetão que partiu da Flórida em Tampa, com três astronautas e fizeram uma órbita elíptica na Lua antes de retornar a Terra. Deveriam descer no mar da Tranqüilidade, exatamente como veio acontecer quase cem anos depois da publicação de sua obra errando apenas pela cidade que fica a poucos quilômetros do Cabo Canaveral também na Flórida.

Em relação ao cinema, ou DVD, existe um filme que costumo recomendar aos amigos que apreciam o gênero FC, mas que é difícil encontrar, pelo menos era até o advento da internet. “Eles Vivem” de John Carpenter, um filme de ficção científica “B”, retrata a história curiosa onde alienígenas dominam nosso planeta já há 50 anos utilizando mensagens subliminares. Poucas pessoas que alcançam conhecimentos para criar alguns óculos, foram capazes de evidenciar o domínio alien “enxergando” placas e anúncios embutidos nas propagandas observadas. Sem o óculos era visualizado uma propaganda qualquer de um produto qualquer. Com os óculos especiais, depois adaptados para lentes de contato, você vê todo tipo de propaganda em fundo branco com letras escuras em destaque que afirmavam. “Consuma”, “case e reproduza” e “não pense”.
Nessa semana, passando de automóvel pela Avenida das Torres, visualizei para meu espanto uma placa branca gigantesca com os dizeres: “Faça bons negócios ANUNCIE e o telefone” Arrepiou! A placa era idêntica às que aparecem no filme. A única diferença é que não precisei de óculos especiais para poder enxergar seu conteúdo. Estava ali, enorme à minha frente, está lá gigantesca à frente de todo mundo. Difícil não concluir que já fomos invadidos há muito tempo, mas não por alienígenas enrugados de outros planetas, e sim por nós. O filme foi feito como uma ironia para nós mesmos, e é curioso que mesmo após o assistirmos continuemos nossa vida pacata como se nada tivesse acontecido. Ele serve de alerta, sim, para verificarmos o quão ignorantes somos.
Por nossa arrogância, por nosso consumo desenfreado e por nossa negligência. Depois que vi isso, cheguei à conclusão óbvia que o impacto que tal filme me causou na época, possivelmente não terá reação similar nos dias de hoje (ou terá?), pois estamos vivenciando exatamente aquilo, só que em nosso dia a dia e sem óculos especiais para nos acordar. Dormimos o tempo todo, casamos, fazemos sexo e nos reproduzimos, não pensamos e continuamos a trabalhar todo dia relembrando os bons tempos, sonhando com um futuro e esquecendo do presente, esse sim, totalmente ausente.
Mas já que falei de mensagens subliminares, saiba mais lendo o livro do meu colega Prof. Calazans clicando neste http://www.calazans.ppg.br/home.htm ou aqui. sobre mensagens subliminares.

6 comentários:

Paulo Brabo disse...

Você está certo: "Eles Vivem" se traduz efetivamente como "nós vivemos". O mundo só estará seguro quando nós formos a lenda .)

Anônimo disse...

Caro amigo, parabéns pela sua página!

Quanto ao filme "Eles Vivem", faltou apenas, no meu entender, puxar uma nota pelo Calazans.
Este filme é um dos meus preferidos!
Rey

Ivan Carlo disse...

oi Carlos. Não sabia que você tinha blog. Coloquei um link para seu blog no meu: http://ivancarlo.blogspot.com/

Solitudinem disse...

Cara, esse filme é maravilhoso. Tem em DVD?

Jeff disse...

Cara, que belo achado! Pouquíssima gente que conheço alguma vez viu esse filme. Ótima sacada!

sérgio disse...

Boa tarde a todos

Eu tenho o filme "Eles Vivem" em DVD para TV, PC, etc...
Legendado, ótima imagem

hunterssp@isbt.com.br